Um Profissional de Sucesso Começa com uma Boa Comunicação

Um Profissional de Sucesso Começa com uma Boa Comunicação de Volpe Consult - Consultoria e Treinamento Empresarial

Por: Volpe Consult - Consultoria e Treinamento Empresarial  09/10/2013
Palavras-chave: Comunicação

Como dizia o nosso saudoso Abelardo Barbosa (Chacrinha) "Quem não comunica se trumbica". Umas das dificuldades das empresas, hoje em dia, estão relacionadas à comunicação. Hoje, ter profissionais inteligentes, com nível de QI invejados, não é mais suficiente. O lado emocional e a comunicação dos profissionais bem sucedidos estão ganhando espaços significativos no mercado de trabalho. Baseado em avançadas técnicas de comunicação, levarei você leitor, passo a passo, a desenvolver sua habilidade em se comunicar. Uma vez entendendo esse processo, conhecendo e interpretando a linguagem exteriorizada através das diversas maneiras da comunicação humana, resultará em profissionais mais confiantes, criando assim, a possibilidade dos mesmos se tornarem vencedores na arte de entender o outro, ao mesmo tempo, fazendo-se entender melhor. Desta forma, torna-se possível atingir o sucesso tão esperado por todos. O que seria uma boa comunicação? Quando falamos nem sempre estamos comunicando, podemos estar apenas balbuciando palavras. Faz-me lembrar do personagem "Fabiano - nordestino pobre, ignorante que desesperadamente procura trabalho" do livro "Vidas Secas" de Graciliano Ramos. Dizer palavras, pode não ter havido entendimento. Quantas vezes utilizamos de diversas maneiras para dizer algo e não somos entendidos. O CÉREBRO O cérebro humano diferencia para indivíduos do sexo masculino e feminino. O cérebro masculino é um pouco maior, cerca de 20 gramas a mais que o feminino e funciona com alto poder de concentração, de forma clara e objetiva, em contrapartida o cérebro feminino tem mais sinapses (pontes que ligam os neurônios cerebrais) e funciona de forma sutil e diversificada para cuidar da prole. CANAIS DE COMUNICAÇÃO As informações gravadas em nosso cérebro vêm pelos nossos sentidos visão, audição, tato, olfato e paladar que são divididos em canais de comunicação. Canal Visual (visão), Canal Auditivo (audição) e Canal Cinestésico (tato, olfato e paladar). Nós todos utilizamos de todos os canais de comunicação, porém alguns desses canais, estão mais dominantes. Para entendermos melhor, é comum ao telefone, ouvirmos alguém dizer a seguinte frase: "Veja bem o que eu estou dizendo". É obvio que não conseguimos ver o que ela está dizendo, porém essa informação pode ser muito valiosa, ao perceber que a pessoa do outro lado do telefone, tem seu canal visual com maior domínio, podendo, no entanto arriscarmos em dizer que ela é um indivíduo visual. Assim, para podermos obter um melhor resultado nessa comunicação com essa pessoa, teremos que desenhar aos poucos nossa conversa como se fosse uma imensa tela de pintura, e certamente teremos melhor resultado em nossa comunicação. Nos indivíduos auditivos, os mesmos processam informações em seu cérebro mais objetivas e mais sucintas, nesses casos, o sucesso estaria em sermos bem parecidos, respondendo objetivamente e realizando perguntas mais específicas. No entanto, nos cinestésicos encontramos o que podemos dizer a "familia do inho, inha", sempre falando em diminutivo. Suas frases parecidas com essas: "Que gracinha", "Que cafezinho gostosinho", etc... É comum entre os Cinestésicos o contato físico, os tapinhas nas costas, a mão no ombro, os três beijinhos, o sucesso da comunicação, certamente, ocorrerá se utilizarmos ao máximo do contato físico. Podemos observar, também, os gestos. O simples cruzar de braços, mostrando defensiva, ou colocar a bolsa no colo mostrando-se pouco a vontade com ambiente, a mão a frente da boca transmitindo insegurança, o roer de unhas estampando a ansiedade do indivíduo. não podem fugir aos olhos dos mais preparados na arte de se comunicar bem.

Palavras-chave: Comunicação

Contatar Volpe Consult - Consultoria e Treinamento Empresarial

Email

Imprimir esta Página