Sedentarismo, Auto Sabotagem ou Preguiça

Sedentarismo, Auto Sabotagem ou Preguiça de Personal Trainner em Condominios, Fats, Hoteis e Academias.

Por: Personal Trainner em Condominios, Fats, Hoteis e Academias.  20/03/2011
Palavras-chave: Auto Sabotagem

   Voce Não precisa amar de paixão fazer exercícios físicos, vale a pena se esforçar um tiquinho extra para ter um treino eficaz. Só o fato de você ter disposição para sair do sofa e encarar a malhação já é um grande passo. Agora, aprenda algumas dicas para driblar a falta de motivação e dar mais pique ao corpo. Procure um professor para chamar de seu, Procure fazer exercícios perto do trabalho ou no seu proprio condomínio. Na hora de se matricular em uma  academia, procure um lugar que possui um atendimento personalizado e que demonstre comprometimento com os alunos. Já que é fácil se dispersar e logo falta vontade para completar a série inteira.O ideal é ter um Personal Trainer, ou no mínimo um professor atencioso sempre por perto fazendo a avaliação e dando aquele incentivo. Não caia na besteira de estipular metas exageradas do tipo: “em vinte dias, estarei com uma barriga tanquinho”. Isso só vai gerar frustração e, por fim, desistência. Os objetivos verdadeiros nunca são alcançados imediatamente. É preciso de pelo menos três meses para enxergar os resultados. Chega para lá no tédio Fazer sempre a mesma rotina de treino, enjoa mesmo. Então, a saída é diversificar. Construa um plano junto com o professor para alternar séries e exercícios e sair da mesmice. No caso do treino cardiorrespiratório, é possível realizar 5 minutos na bicicleta, 5 minutos na esteira, 5 minutos de step… em vez de ficar sempre no mesmo aparelho. Na musculação, as séries também podem ser bem alternadas e variadas. Assim, o aluno se concentra e se empenha mais.Todo mundo tem uma boa história de auto-sabotagem para contar. Mas a gente só é capaz de falar delas quando está livre desse ciclo repetitivo.Sobre Auto Sabotagem: Somos seres repetitivos. Metade da nossa vida – ou mesmo a vida inteira – tenta confirmar e concretizar as crenças que adquirimos quando crianças, Portanto, a auto-sabotagem nem sempre é ruim. Ela também pode ser positiva e nos alertar para algo que simplesmente não vai bem. Por exemplo, quando aceitamos fazer um trabalho por dinheiro sem questionarmos se é exatamente isso que queremos fazer na vida. O conflito que pode emergir a partir dessa opção é particularmente agudo no campo da criatividade. Podemos descobrir o que está por trás da auto-sabotagem ao fazermos perguntas a nós mesmos, tentando detectar culpas, medos, raivas ou nos lembrando dos registros negativos de infância. Isso também pode ser feito por meio de terapias verbais, analíticas, com ajuda de uma pessoa preparada para isso, como um psicólogo ou um psicanalista. Mas outro jeito de entrar em contato com esses conteúdos internos é por meio das terapias corporais. “É preciso estar atento aos alertas do corpo. A limitação do movimento, aquilo que restringe nossa expressão corporal ou a dor nos dão indicações preciosas do que acontece em nossa psique e, por extensão, em nossa vida”,

Palavras-chave: Auto Sabotagem

Contatar Personal Trainner em Condominios, Fats, Hoteis e Academias.

Email

Imprimir esta Página