Psicologo São Miguel Paulista EMDR

Por: Consultório de Psicologia São Miguel Paulista  13/03/2013
Palavras-chave: Depressão, Terapia De Casal, Timidez Excessiva

O que é EMDR? EMDR- Eye Movement Desensitization and Reprocessing É um novo e eficaz método psicoterapêutico que tem ajudado milhares de pessoas em todo o mundo e de várias idades a resolverem, de forma rápida e duradoura, vários tipos de problemas psicológicos e emocionais, especialmente os ligados a traumas. EMDR significa Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares (Eye Movement Desensitization and Reprocessing). O EMDR é um método revolucionário criado pela Dra. Francine Shapiro, psicóloga americana - PhD, especialmente empregado no tratamento de transtorno de estresse traumático e pós-traumático, quadros de ansiedade, depressão, fobias, síndrome do pânico, instalação de recursos positivos e outros. Trata-se de uma abordagem psicoterapêutica que permite a reativação do sistema de reprocessamento cerebral, onde as lembranças dolorosas são armazenadas. Parte-se do princípio de que nós possuímos um sistema inato de processamento de informações e as patologias decorrem de um bloqueio nesse sistema. As patologias são representadas por informações disfuncionais fisiologicamente armazenadas e que podem ser acessadas e transformadas de maneira direta. Como foi desenvolvido? Observando casualmente que, sob determinadas condições, movimentos oculares podem reduzir a intensidade de pensamentos perturbadores, a psicóloga Francine Shapiro, desde 1987, vem estruturando cientificamente, o EMDR como um método, cujos sucessos foram publicados pela primeira vez, em 1989, no Journal of Traumatic Stress. Desde então, EMDR tem recebido diversas contribuições de terapeutas e pesquisadores em todo o mundo, tornando-o um conjunto de protocolos que incorpora elementos de diferentes abordagens psicoterapêuticas Como funciona? O EMDR é um trabalho que exige profissional clínico devidamente capacitado e certificado pelo EMDR Institute, dos Estados Unidos, para sua implementação. Atualmente utilizamos, além dos movimentos oculares, outras formas de estimulação bilateral, como a auditiva e a tátil. Para algumas pessoas estas formas dão melhores resultados. O EMDR é um trabalho complexo que exige o conhecimento da história clínica do paciente, diagnóstico apropriado, desenvolvimento de uma relação empática terapeuta/cliente e a preparação do paciente para o EMDR em si. Os movimentos são realizados em conjunto com a psicoterapia para ajudar o cliente a integrar os traumas processados. A teoria dos Movimentos Oculares Rápidos durante o sono REM é a mais relevante para explicar o êxito do EMDR. Parece que todos nós estamos processando as experiências do dia durante as etapas do sono REM. Em situações normais, parece que o cérebro "revisa" as experiências do dia, processa e arquiva as lembranças no seu enorme banco de dados cerebral. No entanto, quando temos alguma experiência traumática, parece que o cérebro não consegue processar o evento e o incidente permanece armazenado como uma espécie de "nó neurológico". É possível que os pesadelos sejam tentativas fracassadas do cérebro de processar as lembranças traumáticas. Com o EMDR o cérebro recebe a ajuda necessária para processar o fato e arquivá-lo. Perde-se, assim, a carga negativa associada à situação, e muitas vezes se recuperam as lembranças positivas vinculadas a isso e que antes não se podiam perceber. Muitas pessoas têm a sensação de que a lembrança agora está realmente no passado e que já não incomoda quando se recordam dela. Embora não haja uma única explicação satisfatória sobre a natureza de sua eficácia, sabe-se que quando uma pessoa encontra-se alterada emocionalmente (distress) seu cérebro não pode processar informações como o faz em condições normais. Torna-se “congelada no tempo” e a lembrança de um trauma pode ser tão perturbadora quanto tê-lo vivido, uma vez que as imagens, os sons, cheiros, sentimentos e pensamentos ainda não mudaram. Tais memórias costumam ter um efeito negativo e duradouro sobre o modo como uma pessoa vê o mundo e se relaciona com os outros, interferindo de forma marcante em sua vida. Ao que parece, EMDR produz um efeito direto sobre o modo como o cérebro funciona. Uma sessão bem sucedida de EMDR permite que se normalize o processamento de informações, fazendo com que as imagens, sons, sentimentos e sensações não mais sejam revividos quando o evento é trazido à memória. O mesmo ainda pode ser lembrado, mas seu efeito perturbador desaparece ou diminui sensivelmente. Várias outras modalidades terapêuticas têm semelhante propósito, no entanto, EMDR parece ser similar ao que ocorre naturalmente durante o sono REM (Rapid Eye Movement), quando sonhamos. Portanto, EMDR pode ser visto como uma psicoterapia baseada na ativação de recursos fisiológicos, que faz com que o material perturbador perca sua força, dentro do psiquismo. Mas isto realmente funciona? Vários estudos científicos têm mostrado que EMDR é realmente eficaz. O prestigiado Journal of Consulting and Clinical Psychology publicou em 1995, uma pesquisa feita por Wilson, Becker and Thinker. Nela seus autores demonstraram que 80 sujeitos portadores de TEPT - Transtorno de estresse pós-Traumático, melhoraram com o tratamento com EMDR. 15 meses depois ainda sustentavam os mesmos resultados satisfatórios. Os achados neste e em outros estudos demonstraram que EMDR é altamente eficaz e que seus resultados têm longa duração. Quem pode usar o EMDR? Crianças, Adultos Adolescentes, Idosos, Casais,Famílias. Quais problemas podem ser tratados com EMDR? • Sintomas de ansiedade • • Depressão • Medos Traumas e Fobias (Pânico) • Bullying (humilhação, exclusão, difamação e agressão na escola) • Problemas relacionados ao desempenho sexual • Medo de falar em público/Elevador/Altura • Dependência química • Estresse no trabalho • Medo de dirigir • Estresse pós-traumático (situações decorrentes de abuso, seqüestro, acidentes, assalto, luto, separação, traição, etc.) • Baixa auto-estima • Dificuldades de relacionamento • Problemas conjugais • Transtorno do sono/Alimentação • Transtorno Obsessivo Compulsivo • Timidez • Dor Crônica • Dificuldades de Aprendizagem • Excesso de ansiedade, ciúmes, culpa • Dor Crônica • Dependência química • Compulsões • Desenvolvimento Pessoal • Doenças Psicossomáticas • Entre outros

Palavras-chave: Depressão, Terapia De Casal, Timidez Excessiva, Transtorno De Humor Bipolar, Transtorno Do Déficit De Atenção - Tdah

Contatar Consultório de Psicologia São Miguel Paulista

Email

Imprimir esta Página

Outras notícias e atualizações da Consultório de Psicologia São Miguel Paulista

13/03/2013

Psicologo São Miguel Paulista EMDR

Psicologo São Miguel Paulista


Avaliação Neuropsicológica de Consultório de Psicologia São Miguel Paulista miniaturas
04/12/2012

Avaliação Neuropsicológica

Neuropsicologia avaliação neuropsicológica