Contabilidade na rede

Por: ABC71 Soluções em Informática S.A.  03/11/2011
Palavras-chave: Software, Soluções, Gestão Empresarial

Migração traz inúmeros benefícios para a esfera privada  

O processo de migração para o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) já é visto por boa parte dos agentes envolvidos não como uma imposição, mas uma necessidade a ser seguida. As mudanças têm como efeito benefícios internos para as empresas, que passam a cobrar de seus parceiros comerciais a adoção das mesmas práticas.

Para Carlos Sussumu Oda, chefe da Divisão de Escrituração Digital da Coordenação-Geral de Fiscalização da Receita Federal, o Sped, para o Fisco, representa a possibilidade de integração entre as autoridades fiscais, com o fortalecimento do controle e da fiscalização por meio de intercâmbio de informações; rapidez no acesso às informações, com o aumento da produtividade dos auditores a partir da eliminação dos passos para coleta dos arquivos. "Isso tudo torna mais célere a identificação e o combate a ilícitos tributários, gerando um aumento no grau de percepção do risco pelo contribuinte faltoso e o consequente incremento na arrecadação", afirma.

Avaliando para além do âmbito do Fisco, Sussumu Oda afirma que a escrituração digital traz ganhos para todos ao eliminar o uso do papel, oferecer uma melhoria da qualidade da informação, possibilitar o cruzamento entre os dados contábeis e fiscais, e disponibilizar cópias autênticas e válidas da escrituração para usos distintos e concomitantes. "É a simplificação e a racionalização no cumprimento das obrigações acessórias pelas empresas. O Sped permite a uniformização das informações que o contribuinte muitas vezes tem que prestar às diversas autoridades fiscais, de diferentes Estados, evitando que tenha que utilizar procedimentos distintos", afirma.

Para chegar a esses efeitos positivos, porém, Miriam Negreiro, diretora de consultoria da ABC71 , desenvolvedora de soluções, lembra que as mudanças para o Sped expuseram a necessidade de melhoria nos sistemas de muitos contribuintes. "Faltava uma integração efetiva entre as áreas das empresas. A partir das NF-e isso já teve que ser modificado, o que significou a implantação de sistemas mais complexos, mas que permitem maior eficiência."

A cada nova etapa do Sped novas falhas vão sendo descobertas. Um dos exemplos mais recentes, segundo a executiva, foi a exigência que começou a ser feita a partir de janeiro de 2011 para que algumas empresas, que já estavam no Sped Fiscal, também enviassem no mesmo padrão o e-CIAP – Controle de ICMS do Ativo Permanente. "Foi com a exigência que tornou evidente que a maioria das empresas não controlava sistematicamente o seu ativo permanente, seu imobilizado (bens patrimoniais, como maquinário)", afirma.

Para que todo o sistema funcione, as empresas precisam que os seus parceiros também estejam adequados. "A fiscalização seria das secretarias da Fazenda dos Estados e da Receita Federal, no caso das NF-e, por exemplo. No entanto, se a empresa que está comprando não receber o documento dentro do novo padrão, ela também é responsabilizada", explica Miriam Negreiro.

Além disso, há o interesse do próprio mercado para que todos acompanhem as mudanças. "Quem cumpre todas as obrigações tem mais custos que aqueles que burlam a tributação e a legislação. O Sped também visa inibir esse tipo de disfunção no mercado e os agentes estão atentos a isso", afirma Negreiro.

Sem esquecer que, ao receber uma NF-e do fornecedor por meio de um arquivo digital no padrão e que pode ser carregado em seu próprio sistema, a empresa otimiza seu processo.

"Não se trata apenas de uma transmissão de informações, mas da possibilidade de conquistar ganhos operacionais, desde que a informação seja integrada", analisa a diretora da ABC71 .

Segundo João Maurício Gumiero, sócio da área de outsourcing da Deloitte, o processo de migração está sendo menos traumático principalmente para as empresas que já tinham seus sistemas eletrônicos, com programas internos de integração e, sobretudo, seus cadastros – de produtos, clientes e fornecedores – em ordem. "Esse perfil resultou em um menor custo de adaptação", afirma. Quanto ao Sped Contábil e o Fiscal, a adequação aos layouts dos livros eletrônicos exigiu mais investimentos de todos. (A.H.)    


Fonte: Valor Econômico – SP – ESPECIAL – 28/10/2011

Palavras-chave: Gestão Da Qualidade, Gestão Empresarial, Nota Fiscal, Nota Fiscal Eletrônica, Sistema De Gestão, Sistema De Gestão Da Qualidade, Sistema Erp, Sistema Financeiro, Sistema Integrado, Sistemas De Gestão, sistemas ERP, Software, Software Empresarial, Software Erp, Soluções

Contatar ABC71 Soluções em Informática S.A.

Email

Imprimir esta Página

Outras notícias e atualizações da ABC71 Soluções em Informática S.A.

30/03/2012

ABC71 quer 40% da receita vindo de canais

Atualmente, proporção é de 5%. Para chegar à meta, empresa fortalece seu programa e pretende entrar no segmento de cloud computing


30/03/2012

Bras Sulamericana opta pela solução de código de barras da ABC71

Fabricante de equipamentos para bebidas se beneficia das vantagens que a nova tecnologia voltada para a cadeia logística oferece


14/03/2012

Consultoria Expressa é o novo serviço lançado pela ABC71

Novo serviço a distância prioriza agendas pontuais para otimizar tempo e recursos


08/03/2012

Agora o ERP Omega pode ser adquirido com o cartão BNDES

C lientes da ABC71 têm a opção de adquirir a tecnologia com pagamento por meio do cartão BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social)


16/02/2012

ABC71 promove ações para melhorar ainda mais a oferta de produtos e serviços

Dentre as ações realizadas em 2011 despontam o lançamento da Solução Omega Código de Barras e o serviço de Educação à Distância


08/02/2012

Após 2 anos de funcionamento, filial da ABC71 em Bauru supera expectativas

Unidade se consolida na região pela excelência da solução ERP Omega da ABC71 e qualidade dos serviços prestados.


08/02/2012

Travema adquire o ERP da ABC71 para continuar crescendo

Fabricante de sistemas de proteção para logística deve ampliar portfólio de produtos com sistema integrado de gestão


04/01/2012

Plastilindo ganha em produtividade com os novos módulos do ERP da ABC71

Fabricante de brinquedos antecipa estratégias a partir de informações extraídas da solução de gestão da ABC71 A fabricante nacional de


14/12/2011

ERP da ABC71 é adotado pela Sankar para aperfeiçoar processo de gestão

Desafio da indústria metalúrgica é obter visão estratégica na tomada de decisão


12/12/2011

Entra em operação na Metagal o sistema de gestão da ABC71

Fabricante de autopeças necessitava de integração tecnológica para atender as demandas da legislação brasileira e modernizar seu processo de gestão


12/12/2011

ERP da ABC71 contribui para melhores práticas contábeis

 ERP proporciona agilidade em relatórios e foco em gestão empresarial


25/11/2011

Para se adequar às obrigatoriedades fiscais e tributárias Suprens implanta novos módulos do ERP da A

 SPED e NF-e ajudam metalúrgica a realizar entrega das informações solicitadas pelo Fisco  


Solução Omega Código de Barras é lançada pela ABC71 de ABC71 Soluções em Informática S.A. miniaturas
16/11/2011

Solução Omega Código de Barras é lançada pela ABC71

Produto é resultado de uma aliança estratégica com a TWx, especializada em tecnologias para a cadeia logística


26/10/2011

ERP para pequenas e médias empresas

A estratégia da ABC71 é focar neste segmento, um mercado ainda inexplorado