Xarope de Guaco Edulito 120 ml - Herbarium (De R$ 23,66 Por R$ 19,17)

Xarope de Guaco Edulito 120 ml - Herbarium (De R$ 23,66 Por R$ 19,17) de Drogaria Eduardo II

Por: Drogaria Eduardo II  06/11/2010
Palavras-chave: Medicamentos, Fitoterápicos

FITOTERÁPICO
FORMA FARMACÊUTICA
Edulito (xarope isento de açúcar).
VIA DE ADMINISTRAÇÃO
Oral.

APRESENTAÇÃO
Frasco com 120ml.
USO ADULTO e crianças acima De 2 anos .

COMPOSIÇÃO: Cada ml contém:
Extrato concentrado de Mikania glomerata Sprengel, Asteraceae (Guaco).....................................81,5mg
Veículos (Água deionizada, sorbitol 70%, propilenoglicol, carboximetilcelulose sódica, sacarina, aroma de eucalipto, metilparabeno, edetato dissódico e propilparabeno)......................................q.s.p. 1ml
CONCENTRAÇÃO DOS PRINCÍPIOS ATIVOS
O edulito está padronizado em 30% de cumarinas.
Cada ml contém 0,3mg de cumarinas.

NOMENCLATURA BOTÂNICA OFICIAL
Mikania glomerata Sprengel, Asteraceae.
PARTE UTILIZADA DA PLANTA
Folhas.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE
Como este medicamento funciona?
GUACO EDULITO HERBARIUM tem como principal componente a cumarina, à qual é atribuída o efeito de dilatação dos brônquios e de auxiliar na eliminação das secreções respiratórias, através da tosse.
Para que este medicamento é indicado?
Expectorante e broncodilatador.
Quando não devo usar este medicamento?
Lactação.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Este medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.
Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-
se descontinuar o uso e consultar o médico.
Não ingerir doses maiores do que as recomendadas.
Pacientes com problemas hepáticos podem apresentar toxicidade com o uso prolongado.
Recomenda-se maior critério na administração de guaco em pacientes com quadros respiratórios crônicos não diagnosticados, devendo-se afastar a hipótese de tuberculose e câncer.
Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.
O guaco não deve ser empregado simultaneamente com anticoagulantes e produtos contendo Tabebuia avellanedae (ipê-roxo).
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Como devo usar este medicamento?
GUACO EDULITO HERBARIUM é apresentado na forma líquida, de cor esverdeada, odor característico e sabor adocicado, lembrando o sabor do guaco e aroma de eucalipto.
Adultos: Ingerir 5ml, o equivalente a 1/2 copo dosador, 3 (três) vezes ao dia. Crianças acima de 5 anos: Ingerir 2,5ml, 3 (três) vezes ao dia.
Crianças de 2 a 5 anos: Ingerir 2,5ml, 2 (duas) vezes ao dia.
Em casos de afecções respiratórias agudas, recomenda-se o uso por 7 dias e, em casos crônicos, por 2 semanas.
Agitar o produto antes de usar.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.
Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Quais os males que este medicamento pode causar?
Aumento da pressão arterial.
Eventualmente, pessoas hipersensíveis aos componentes do guaco podem apresentar um agravamento da tosse e dificuldade para respirar.
O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste medicamento de uma só vez?
O uso prolongado de altas doses de extratos de guaco pode ocasionar aumento da freqüência dos batimentos cardíacos, vômito e quadros diarréicos, que desaparecem com a descontinuação da terapia.
Em caso de superdosagem, recomenda-se suspender o uso e procurar orientação médica.
Onde e como devo guardar este medicamento?
Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade.
Manter o frasco bem fechado.
Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE
Características farmacológicas
GUACO EDULITO HERBARIUM é constituído pelo extrato concentrato de guaco (Mikania glomerata) padronizado em cumarinas. Estes compostos químicos são considerados os princípios ativos da droga, sendo os responsáveis pela ação broncodilatadora e expectorante.
Sabe-se que receptores da acetilcolina estão presentes no sistema respiratório e sua estimulação, pela acetilcolina, produz broncoconstrição e aumento da secreção. Assim, o bloqueio destes receptores pelo princípio ativo do guaco provoca a diminuição da secreção brônquica e relaxamento da musculatura lisa respiratória, fazendo do guaco um auxiliar no tratamento de tosses persistentes, tosses com expectoração e rouquidão.

Indicações
Expectorante e broncodilatador.

Contra-indicações
Gravidez, lactação e crianças menores de 2 anos.

Posologia e modo de usar
Adultos: Ingerir 5ml, o equivalente a 1/2 copo dosador, 3 (três) vezes ao dia.
Crianças acima de 5 anos: Ingerir 2,5ml, 3 (três) vezes ao dia.
Crianças de 2 a 5 anos: Ingerir 2,5ml, 2 (duas) vezes ao dia.
Em casos de afecções respiratórias agudas, recomenda-se o uso por 7 dias e, em casos crônicos, por 2 semanas.

Agitar o produto antes de usar.
Cuidados de conservação depois de aberto
Manter o medicamento em sua embalagem original, protegendo-o da luz, do calor e da umidade.

Advertências
Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico. Não ingerir doses maiores do que as recomendadas.
Pacientes com problemas hepáticos podem apresentar toxicidade com o uso prolongado.
Recomenda-se maior critério na administração de guaco em pacientes com quadros respiratórios crônicos não diagnosticados, devendo-se afastar a hipótese de tuberculose e câncer. Este medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.
De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este fitoterápico apresenta categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco
Crianças acima de 5 anos: Ingerir 2,5ml, 3 (três) vezes ao dia.
Crianças de 2 a 5 anos: Ingerir 2,5ml, 2 (duas) vezes ao dia.
Não existem recomendações específicas para o uso do GUACO EDULITO HERBARIUM em pacientes idosos e outros grupos de risco.

Interações medicamentosas
O guaco não deve ser empregado simultaneamente com anticoagulantes, pois as cumarinas podem potencializar seus efeitos e antagonizar o da vitamina k.
As saponinas presentes no guaco aumentam a absorção do lapachol, princípio ativo presente na Tabebuia avellanedae (ipê-roxo).

Reações adversas
Hipertensão. Eventualmente, pessoas hipersensíveis aos componentes do guaco podem apresentar um agravamento da dispnéia e da tosse.

Superdosagem
O uso prolongado de altas doses de extratos de guaco pode ocasionar taquicardia, vômito e quadros diarréicos, que desaparecem com a descontinuação da terapia.
Em caso de superdosagem, recomenda-se suspender o uso e procurar orientação médica.

Armazenagem
Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade.

 

Palavras-chave: Fitoterápicos, Medicamentos