Alarmes monitorados e não monitorados,automatizadores,deslizantes,basculantes e pivotantes e CFTV.

Alarmes monitorados e não monitorados,automatizadores,deslizantes,basculantes e pivotantes e CFTV. de E.S.P.Segurança e eletricidade

Por: E.S.P.Segurança e eletricidade  14/12/2011
Palavras-chave: circuito fechado de TV, alarmes, Automação

  Inibir a ação de um possível invasor é a atitude primordial em um sistema de segurança. Já está provado que um sistema de alarme mesmo que seja simples, já surte um grande efeito para atitudes de vandalismo ou até mesmo grandes furtos. Um sistema de alarme basicamente se divide em dois grupos, sendo eles, não monitorados ou monitorados. Um sistema não monitorado é composto por sensores, central, sirenes e discadora.      O processo de atuação do sistema ocorre quando o invasor rompe alguma zona protegida e o respectivo sensor envia um pulso para a central que dispara as sirenes e manda um sinal para a discadora, esta então discará para os números pré-programados. Ao receber a ligação feita pela discadora a pessoa ouve um sinal de sirene ou uma mensagem de voz (gravada previamente)  informando a violação do local.      O sistema monitorado basicamente utiliza os mesmos conceitos dos sensores do sistema não monitorado, a diferença começa a surgir na central; uma central de alarme monitorado envia códigos via linha telefônica ou GPRS informando todas as ações do sistema  para um receptor especifico de uma empresa de monitoramento, esse receptor tem a função de transformar esses códigos em informações legíveis fazendo com que a equipe de monitoramento tome as medidas necessárias.      Abaixo segue alguns tipos de sensores e centrais de alarme:

Palavras-chave: alarmes, Automação, automatizadores, Cerca Eletrica, circuito fechado de TV, interfones

Contatar E.S.P.Segurança e eletricidade

Website - nenhum fornecido

Email

Imprimir esta Página