Fonoaudiologia Daniela Feijó - Linguagem

Por: Fonoaudiologia - Daniela de Freitas Feijó  10/08/2014
Palavras-chave: Fonoaudiologia, linguagem

O desenvolvimento da linguagem da criança pode parecer simples, mas é um aprendizado altamente complexo que se dá nos primeiros anos de vida, dividindo-se entre fase não verbal por volta de 1 ano e fase verbal a partir de 1 ano. Devemos ficar atentos ao desenvolvimento da linguagem e intervir precocemente com a avaliação de um fonoaudiólogo quando as etapas de aquisição não estiverem de acordo com a faixa etária esperada. http://www.fonoaudiologiars.com.br/linguagem/

Palavras-chave: Fonoaudiologia, linguagem

Contatar Fonoaudiologia - Daniela de Freitas Feijó

Email

Imprimir esta Página

Outros produtos e serviços de Fonoaudiologia - Daniela de Freitas Feijó

10/08/2014

Fonoaudiologia Daniela Feijó - MOTRICIDADE ORAL

Motricidade Orofacial é uma das áreas da Fonoaudiologia voltada para o estudo, pesquisa, prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento de alterações estruturais e funcionais da região da boca (oro) e da face (facial) bem como da região do pescoço. Como principais problemas relacionados à motricidade orofacial podemos citar as alterações na respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala, assim como na posição dos lábios, da língua e das bochechas.


10/08/2014

Fonoaudiologia Daniela Feijó - DISFAGIA

A Disfagia é um sintoma de diversas doenças congênitas ou adquiridas, permanentes ou transitórias, relacionado a qualquer alteração no ato de engolir que dificulte ou impeça e ingestão oral segura, eficiente e confortável. Na população pediátrica o desenvolvimento adequado da alimentação é pré-requisito para a adequada organização emocional da criança, quando isso fica abalado, temos vários problemas encadeados em conseqüência.


10/08/2014

Fonoaudiologia Daniela Feijó - FALA

As trocas de sons fazem parte do processo de aquisição da fala e são esperadas até por volta dos 5 anos, quando a criança já está apta a produzir todos os sons, incluindo os mais complexos. Quando as trocas não estão condizentes com a faixa etária de aquisição esperada temos um problema de fala que deverá ser avaliado por um fonoaudiólogo.