Sentença sobre Navio

Por: Sindicato Nacional dos Juizes Arbittrais do Brasil  01/06/2011
Palavras-chave: advogados, Juiz Arbitral, camara arbitral

A sentença arbitral sobre o caso do navio Seagull 7 tornou-se pública por dois motivos: o caso ja era de conhecimento da imprensa maranhense e em seguida o agente da tripulação beneficiada pela expropriação da embarcação entrou com uma ação imoral em nitida litigancia de má fé,dando na petição inicial o seu próprio endereço como sendo do SINDJA,buscando obter uma liminar para vender o navio sem a participação do SINDJA e sem pagar os honorários arbitrais contratados entre o Prf.Manuel Nunes dos Santos Neto e a tripulação beneficiada que o contratou ccomo juiz arbitral.Os processos podem ser vistos no site do TJMA 1º e 2º graus através de busca pelo nome do SINDJA.Processo judicial é públicco.Dai o SINDJA não haver jamais quebrado o sigilo e a discrição prevista na Lei 9.307/96.

Palavras-chave: advogados, camara arbitral, Juiz Arbitral, poder judiciario

Contatar Sindicato Nacional dos Juizes Arbittrais do Brasil

Email

Imprimir esta Página

Outras notícias e atualizações da Sindicato Nacional dos Juizes Arbittrais do Brasil

06/07/2011

SINDJA NO SENAC

SINDJA VENCE FRONTEIRAS E BARREIRAS!